Greve em SP: 16% dos usuários de metrô foram atendidos pela manhã

  • Por Victoria Abel
  • 14/06/2019 13h40
CARLOS TRISTÃO / ASI/ASI/ESTADÃO CONTEÚDOSegundo secretário, houve grande adesão de operadores dos trens do Metrô à greve

O governo de São Paulo informou que apenas 16% dos usuários de metrô conseguiram ser atendidos na manhã desta sexta-feira (14). A expectativa da gestão Doria é que as linhas voltem a funcionar integralmente às 14h. O governo apresentou um balanço dos efeitos da greve em coletiva de imprensa no início desta tarde.

Segundo o secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, houve uma grande adesão de operadores dos trens do Metrô à greve. Para sanar a falta desses trabalhadores, o governo articulou junto à empresa a transferência de trabalhadores de áreas administrativas para operações técnicas. Baldy explicou que esses trabalhadores eram antigos operadores e maquinistas que tinham pleno conhecimento das funções.

O secretário ainda afirmou que multas serão aplicadas aos sindicatos que descumpriram a decisão judicial de manutenção dos serviços de trens e metrô. O secretário também declarou que o Metrô poderá punir funcionários com advertências, suspensões ou até demissões.

Na rede estadual de ensino, 74 escolas não funcionaram na manhã desta sexta-feira. 14 pessoas foram detidas em protestos.