Grupo usa viaturas clonadas da PF e rouba uma tonelada de ouro no Aeroporto de Guarulhos

Carga avaliada em R$ 113 milhões iria para a Suiça e Estados Unidos

  • Por Jovem Pan
  • 25/07/2019 16h43
Fepesil/Estadão ConteúdoSegundo a PF, um carro ficou na portaria e o outro entrou no terminal de cargas

Cerca de uma tonelada de ouro foi roubada em um carro-forte da Brinks no terminal de cargas do Aeroporto Internacional de Guarulhos, em São Paulo, na tarde desta quinta-feira (25). O material, avaliado em R$ 113 milhões, estava embarcando para Zurique, na Suíça, e Nova York, nos Estados Unidos.

De acordo com informações da Polícia Rodoviária Federal, para executar o roubo, os ladrões sequestraram parentes de um funcionário que teria informações privilegiadas sobre o funcionamento do local e o embarque da carga. O sequestro teria acontecido na noite desta quarta-feira (24), e se estendido até esta quinta. Isso teria facilitado a ação criminosa, que foi realizada com agilidade no início da tarde.

Segundo a polícia, um carro ficou na portaria e o outro entrou no terminal de cargas. O grupo rendeu o chefe da segurança, colocou a carga no carro e levaram o refém. O helicóptero da polícia não pode sobrevoar na região do aeroporto, o que dificulta as buscas.

Depois, as viaturas clonadas foram abandonadas no Jardim Pantanal, na Zona Leste de São Paulo, os ladrões entraram em uma S-10 e em uma ambulância com a carga roubada.

O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), da Polícia Civil de São Paulo, é o responsável pela investigação.

* Com informações do Estadão Conteúdo