Justiça mantém absolvição de cunhado de Ana Hickmann

Cunhado da apresentadora foi absolvido da acusação de matar Rodrigo Augusto de Pádua, em 2016

  • Por Jovem Pan
  • 10/09/2019 16h08
Reprodução/InstagramGustavo Correa foi absolvido pela Justiça de Minas Gerais

O empresário Gustavo Correa, cunhado de Ana Hickmann, foi absolvido da acusação de matar Rodrigo Augusto de Pádua, que planejou um atentado contra a apresentadora em 2016, em um hotel em Belo Horizonte. A decisão saiu nesta terça-feira (10).

Correa matou Pádua a tiros após ele atirar em sua esposa, Giovana Oliveira, assessora de Hickmann. O empresário foi denunciado pelo Ministério Público de Minas Gerais por homicídio doloso, mas foi absolvido em primeira instância. O MP recorreu, mas o TJ o absolveu novamente.

O placar desta terça foi de 3 votos a 0. A matéria foi relatada pelo desembargador Júlio César Lorens, que votou pela manutenção da absolvição, assim como os outros dois desembargadores. Eles entenderam que Correa agiu em legítima defesa.

Relembre o caso

Rodrigo Augusto de Pádua, que se dizia fã de Ana Hickmann, planejou um atentado contra a apresentadora em maio de 2016. Ele, que era de Juiz de Fora, se hospedou no mesmo hotel que ela em Belo Horizonte.

O rapaz rendeu Gustavo Correa e fez o cunhado da apresentadora levá-lo ao quarto onde ela estava com a assessora Giovana Oliveira. Ele atirou em Oliveira e depois entrou em uma luta corporal com Correa, que o atingiu com três disparos. Pádua morreu no local. Já a mulher do empresário ficou internada por cerca de duas semanas.