Hipótese de envenenamento de Alberto Youssef é descartada

  • Por Jovem Pan
  • 26/10/2014 08h57

O doleiro Alberto Youssef passou mal na tarde deste sábado (26) e precisou ser encaminhado ao hospital. De acordo com o advogado Antônio Figueiredo Basto, o doleiro foi internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) do Hospital Santa Cruz.

Youssef teve um mal súbito e uma queda de pressão após o almoço, segundo o advogado. O doleiro chegou a desmaiar. No final da tarde, ele foi transferido da UTI cardíaca para um quarto. O andar em que ele está internado foi isolado.

Youssef deixou a carceragem da Polícia Federal  em Curitiba, onde está preso, por volta das 13h e foi levado por uma ambulância do Samu ao hospital. De acordo com a PF, o doleiro está com escolta no hospital.

Youssef teria reclamado de uma indisposição do início da tarde, segundo a assessoria de imprensa da PF. De acordo com as primeiras informações, passadas pelos médicos a policiais federais, o doleiro deverá ficar internado por pelo menos 48 horas, a depender da evolução de seu quadro clínico.

O Hospital Santa Cruz afirmou que não passa informações sobre o estado de saúde de pacientes. Um plantonista, que não quer ser identificado, disse ao jornal Gazeta do Povo que o mal estar é decorrente de envenenamento por organofosforado.

Outra fonte, ligada à equipe médica, descartou a hipótese de veneno e diz que o mais provável é que o doleiro tenha sofrido uma alteração cardiológica. A assessoria de imprensa do hospital e a PF (Polícia Federal) confirmaram, por volta das 23h30, que o doleiro continuava internado, mas sem previsão de alta.

Em nota, a PF informou que Youssef foi hospitalizado “devido a uma forte queda de pressão arterial causada por uso de medicação no tratamento de doença cardíaca crônica”.

“Esta é a terceira vez que ocorre atendimento médico de urgência após a sua prisão”, diz a nota, acrescentando que “são infundadas as informações de possível envenenamento” do doleiro, conforme publicaram alguns perfis nas redes sociais na noite deste sábado.  

Em entrevista ao jornal Gazeta do Povo, de Curitiba, o advogado de Youssef, Antônio Figueiredo Basto, declarou que o doleiro teve um mal súbito e uma queda de pressão na carceragem, onde chegou a desmaiar e teve de ser levado para a UTI (Unidade de Terapia Intensiva)

Reportagem da RIC TV (filiada da Rede Record no Paraná) está no local e confirmou, com um agente da Polícia Federal, que o doleiro foi levado para a UTI.   

Entenda a polêmica

O doleiro Alberto Youssef foi preso em março durante as investigações da Operação Lava Jato, deflagrada pela PF. Ele é acusado de participar de um esquema de corrupção que, segundo a PF, movimentou R$ 10 bilhões.

Assim como o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa, Youssef é suspeito de atuar cobrando propina de empresários que prestavam serviço à estatal para abastecer campanhas políticas.

O doleiro vem sendo um dos principais personagens da reta final da corrida presidencial.  

Youssef disse em depoimento que o então presidente, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), teve conhecimento do esquema de propina na Petrobras após a eclosão da crise do mensalão, em 2005.

*As informações são da repórter JOVEM PAN Sandra Capomaccio.