Homem encontrado nos escombros estava com o cinto dos bombeiros

  • Por Jovem Pan
  • 04/05/2018 14h35 - Atualizado em 04/05/2018 14h53
Reprodução/InstagramRicardo, de 39 anos, teria entrado de volta no prédio para ajudar na saída de vizinhos e crianças do prédio

A primeira vítima encontrada sob os escombros do prédio de 24 andares que desabou no último dia 1º no centro de São Paulo estava com um cinto de segurança dos bombeiros utilizado durante tentativa de salvamento.

Quando o edifício Wilton Paes de Almeida já estava em chamas, os bombeiros ergueram uma escada lateral para tentar resgatar o homem que depois foi identificado como Ricardo Oliveira Galvão Pinheiro, de 39 anos.

Ele chegou a ser amarrado à corda de salvamento, mas o prédio desabou em seguida. Segundo os bombeiros, se tivesse mais 10 segundos, Ricardo poderia ter sido resgatado.

Relatos de testemunhas apontam que Ricardo teria entrado algumas vezes no prédio para ajudar a salvar vizinhos e crianças, até que não conseguiu sair do edifício.

O corpo de Bombeiros trabalha com o número de seis vítimas confirmadas no local. Além de Ricardo, está confirmado que estavam no edifício que desabou em chamas: Selma Almeida da Silva, Velder e Vender, filhos de Selma, Eva Barbosa Lima e o marido, Valmir Souza Santos.

Os bombeiros não descartam a hipótese de encontrar vítimas sobreviventes, mas explicam que a chance de sobrevida fica menor depois das primeiras 48 horas após a tragédia e é uma “corrida contra o tempo”.

Com informações de Marcella Lourenzetto:

Veja o momento do desabamento do prédio, transmitido por uma vizinha ao vivo pelo Facebook:

For licensing and usage, contact licensing@viralhog.com

Publicado por Patthy Custódio em Segunda, 30 de abril de 2018