Homem que planejava esfaquear Bolsonaro, Lula e Ciro é preso ao tentar invadir Senado; assista

  • Por Jovem Pan
  • 30/08/2019 12h13
Reprodução/YoutubeEle foi preso após ser imobilizado pela polícia com arma de choque

Um homem que planejava esfaquear o presidente Jair Bolsonaro (PSL), o ex-presidente Lula e o ex-governador do Ceará, Ciro Gomes, foi preso nesta quinta-feira (29) enquanto tentava invadir o Senado Federal. Ele foi imobilizado com arma de choque pela Polícia Legislativa após tentar quebrar a porta de vidro de um dos acessos da Casa. (assista no final da matéria)

O homem, que não teve sua identidade revelada, também manifestou, em um vídeo publicado nas redes sociais, desejo de esfaquear o deputado Marco Feliciano (Podemos-SP) e “todos os outros políticos”.

“Eu tô aqui pensando por que eu devo comprar uma faca de 54 reais. Se eu tenho faca aqui em casa de graça pô. Eu tenho duas. Essa daqui, que só precisa amolar. Tá ligado. Chegar no bucho dele aqui, enfia. […] Vamos ver se ele [Bolsonaro] aguenta outra facada real. Não só o Bolsonaro, como Lula, Ciro Gomes, Marco Feliciano e todos os outros políticos. Depois eu vou escalar os evangélicos e outros católicos”, diz o homem na gravação, revelada, no Twitter, pelo próprio Feliciano.

“Eu tô esperando achar a agenda do Bolsonaro pra matar ele. Descobrir onde ele tá aqui em Brasília pra ir de encontro a ele, e dar uma estocada nele. Bora ver se ele vai resistir a uma facada real. “A afirmativa não é se vão ou não morrer. É quando vocês vão morrer. Isso eu já tenho certeza. Enquanto vocês não me matarem, eu vou matar vocês. O máximo possível. Pode me internar. Pode me prender. Uma hora eu saio e mato vocês. E vai ser escalando políticos, religiosos e é isso aí”, continua.

Também no Twitter, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou que pediu investigação do caso. Ele ressaltou que “qualquer ato de violência, que represente perigo a outras pessoas, e vandalismo ao patrimônio público” é inadmissível.