Homem suspeito de participar de assalto ao Banco Central de Fortaleza é preso no interior de SP

Crime ocorreu em 2005 e é considerado o maior assalto da história do país; outras duas pessoas foram presas

  • Por Jovem Pan
  • 20/09/2023 21h30 - Atualizado em 21/09/2023 15h38
Divulgação/Polícia Militar de São Paulo Celulares, drogas e dinheiro apreendidos pela PM PM apreendeu drogas, dinheiro e celulares no imóvel onde o homem foi localizado

Um homem suspeito de participar de um assalto ao Banco Central de Fortaleza, em 2005, foi preso nesta terça-feira, 19, em Sumaré, interior de São Paulo. Segundo as investigações da polícia, ele é apontado como um dos líderes do crime. A quadrilha roubou cerca de R$ 165 milhões. Este é considerado o maior assalto da história do país. Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo (SSP), a prisão foi efetuada por policiais Rota (Rondas Ostensivas Tobias Aguiar) após um trabalho de inteligência da Polícia Militar (PM), que descobriu o paradeiro do criminoso, conhecido como “Bocão”, na cidade do interior paulista. De acordo com a pasta, o homem foi localizado em imóvel no Jardim Salermo. No local foram encontrados 1 kg de cocaína, 1,5 kg de maconha, balanças de precisão, dinheiro e diversos aparelhos de telefone celular. Segundo a polícia, a casa funcionava como um centro de distribuição de drogas em Sumaré. Além dele, dois homens e uma mulher que estavam no imóvel também foram presos em flagrante por tráfico de drogas e associação ao tráfico. Todos foram levados para a 77º DP, segundo informou a SSP.

Comentários

Conteúdo para assinantes. Assine JP Premium.