Horário de verão termina neste fim de semana; economia em SP e RS foi de 64 mil MWh

  • Por Jovem Pan
  • 15/02/2019 15h50 - Atualizado em 15/02/2019 15h52
Arquivo/Agência BrasilMedida é adotada há 28 anos no Brasil em 11 estados das regiões sul, sudeste e centro-oeste

Amado por uns e odiados por outros, o horário de verão, que começou em novembro, termina às 0h deste domingo (17). Os relógios dos estados onde a medida é adotada devem ser atrasados em uma hora para se adequar ao resto do país.

Responsável pela distribuição em São Paulo e no Rio Grande do Sul, a CPFL Energia apontou que a economia nos 679 municípios onde opera foi de 64,7 mil MWh. O volume é suficiente para abastecer 27 mil residências por um ano, segundo a empresa.

A medida é adotada há 28 anos nos 11 estados das regiões sul, sudeste e centro-oeste. A justificativa é econômica: quanto maior a duração do dia, menor o gasto com luz elétrica.

A adoção, no entanto, foi questionada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e pelo Ministério de Minas e Energia em 2017. Segundo um estudo, a diminuição no consumo no fim do dia seria irrisória para o setor. “A aplicação desta política pública atualmente traz resultados próximos à neutralidade para o consumidor brasileiro”, apontaram os órgãos, em nota.