Incra decide que barragem em Minas Gerais deve ser esvaziada por risco de rompimento

  • Por Jovem Pan
  • 06/02/2019 15h53 - Atualizado em 06/02/2019 16h02
Reprodução/Inter TVA baragem da Caatinga cruza o assentamento Betinho, onde vivem mais de 700 famílias

O Incra, Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, iniciou o esvaziamento de uma barragem no distrito de Dolabela, em Bocaiuva, cidade do norte de Minas Gerais. A decisão, tomada em reunião na terça-feira (5), decorre do risco de colapso da barragem.

Conhecida como Barragem da Caatinga, a estrutura tem capacidade de armazenamento de 23 milhões de metros cúbicos. A barragem cruza o município de Betinho, onde vivem 760 famílias.

O risco de rompimento da barragem não é novidade. Desde 2017, os moradores do assentamento de Betinho convivem com o medo. Naquele ano, inclusive, uma parte da estrutura de concreto chegou a ser arrastada durante um temporal.

O Comitê da Bacia Hidrográfica regional alertou na ocasião para o “risco de morte iminente das famílias assentadas”. O Incra informou, nesta quarta (6), que foi determinada a “abertura total da comporta para a diminuição gradual do nível de água com consequente diminuição do risco apontado”.