Índice de Confiança de Serviços sobe 9,4 pontos após atingir mínima histórica

  • Por Jovem Pan
  • 28/05/2020 10h34
FolhapressO Índice de Situação Atual, que mede a confiança dos empresários de serviços no presente, subiu 1,5 ponto após quatro quedas consecutivas

O Índice de Confiança de Serviços teve alta de 9,4 pontos em maio após mínima história de 51,1% em abril. Com isso, o índice chegou a 60,5 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. Os números foram divulgados nesta quinta-feira (28) pela Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro.

Apesar da alta, a taxa recupera apenas 21,7% das perdas sofridas. “Após deterioração nos últimos dois meses, a confiança do setor de serviços voltou a subir. O resultado recupera apenas 21,7% do que foi perdido nos últimos dois meses e, por isso, deve ser avaliado com cautela. A melhora foi muito influenciada pela revisão das expectativas, sinalizando uma redução do pessimismo”, disse um dos economistas da FGV, Rodolpho Tobler.

Os 13 segmentos dos serviços pesquisados tiveram aumento na confiança. O Índice de Situação Atual, que mede a confiança dos empresários de serviços no presente, subiu 1,5 ponto após quatro quedas consecutivas, para 57 pontos. O Índice de Expectativas, que mede a confiança no futuro, teve alta chegando a 64,7%. O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor de serviços caiu 1,5 ponto percentual, situando-se em 78%.

*Com informações da Agência Brasil