Interlagos recebeu R$ 38 milhões do governo federal, diz prefeitura

A informação foi dada após a polêmica gerada com a tentativa de transferência do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 para o Rio de Janeiro

  • Por Victoria Abel
  • 10/05/2019 14h42
Agência EFE

A prefeitura de São Paulo afirmou nesta sexta-feira (10) que recebeu cerca de R$ 38 milhões do governo federal por meio do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para obras nos boxes do autódromo de Interlagos. A informação foi dada após a polêmica gerada com a tentativa de transferência do Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1 para o Rio de Janeiro, com anúncio do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Segundo a prefeitura, o valor ainda está em caixa e começou a ser utilizado no último mês. Além dos investimentos do governo federal, a prefeitura também aplicou cerca de R$ 50 milhões em obras e manutenção no autódromo.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), afirmou que o impacto econômico do evento para a cidade chega aR$ 334 milhões, com 77% do público de turistas. Esse é um dos eventos que mais gera mais retorno financeiro para a cidade, junto com o carnaval e a Parada LGBT.

Questionado se a polêmica envolvendo a Fórmula 1 teria causado atritos com o presidente Jair Bolsonaro, Covas disse que não está em uma competição com o presidente ou com o governador e o prefeito do Rio de Janeiro. “Eu não estou aqui em um cruzada contra o presidente. Estou em defesa dos interesses da cidade de São Paulo”, afirmou.

O prefeito ainda disse que as conversas para renovação da Fórmula 1 ocorrerão com os organizadores do evento ainda em junho deste ano. Nesta quinta-feira (9), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), afirmou que o estado e prefeitura querem renovar o contrato por mais 10 anos.

Voltando a reforçar sua dedicação em manter a Fórmula 1 em São Paulo, Doria afirmou que anunciar uma prova de Fórmula 1 em um cidade que não possui autódromo não pode ser considerado uma proposta conclusiva. “Eu sobrevoei o campo de Deodoro e não tem absolutamente nada. Se quiser disputar Fórmula 1, vai ter que disputar com São Paulo”, reforçou.