Investigadores são enviados ao local de queda de avião em SP; Bombeiros não encontram sobreviventes

  • Por Jovem Pan
  • 02/12/2019 14h02
Reprodução/TV GloboAvião cai na Serra da Cantareira, em São Paulo

A Aeronáutica informou que investigadores do Quarto Serviço Regional de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (SERIPA IV), da região de Santana, na Zona Norte de São Paulo, foram enviados para realizar a ação inicial da ocorrência sobre a queda de um avião de pequeno porte na Serra da Cantareira.

A aeronave caiu em área de mata da Estrada Santa Inês, altura do número 10, na divisa com Mairiporã, na região metropolitana de São Paulo, na manhã desta segunda-feira (2).

“Fotografar cenas, retirar partes da aeronave para análise, reunir documentos e ouvir relatos de pessoas que possam ter observado a sequência de eventos”, disse a Aeronáutica sobre a ação.

A investigação está sendo realizada pelo Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa) com o objetivo de prevenir que novos acidentes com as mesmas características ocorram.

O Corpo de Bombeiros afirmou que as buscas permanecem no local da queda do avião e “infelizmente não foram localizados sobreviventes, apenas despojos mortais”, informou a corporação, que foi acionada após a Aeronáutica perder o sinal do avião.

Não se sabe quantas pessoas estavam na aeronave – um bimotor modelo King Air C90GT, de matrícula PP-BSS. De acordo com informações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o avião estava com a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) em dia e com o Certificado de Aeronavegabilidade (CA) válido.

O avião saiu de Jundiaí, no interior de SP, com destino ao aeroporto Campo de Marte, na Zona Norte da capital paulista, conforme informou o Corpo de Bombeiros. A ocorrência foi registrada às 9h22. O motivo da queda está sendo investigado.

*Com informações do Estadão Conteúdo