Itália autoriza extradição de Pizzolato

  • Por Jovem Pan
  • 24/04/2015 09h30
19/08/2005. Brasília. Henrique Pizzolato, ex-diretor de marketing do Banco do Brasil, durante depoimento na CPI dos Correios no SenadoHenrique Pizzolato

O governo italiano autorizou nesta sexta-feira (24) a extradição do ex-diretor do Banco do Brasil, Henrique Pizzolato. Ele é condenado no Mensalão por corrupção passiva, peculato, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

A justiça italiana decidiu que existem condições de um tratamento digno nas prisões brasileiras, recusando o argumento usado por Pizzolato para evitar a transferência. A decisão coloca fim a dois anos de processo.

Em fevereiro, a Corte de Cassação de Roma já havia autorizado a extradição, mas o governo ainda precisava dar o aval. O ex-diretor tem cidadania italiana e fugiu após a condenação. Ele foi preso na cidade de Maranello em fevereiro de 2014 por porte de documento falso.

A notícia foi dada por representantes da Interpol, mas governo de Roma ainda não confirmou oficialmente a informação.

As informações são do portal Estadão.