Janot pede arquivamento de inquérito sobre o senador Antonio Anastasia

  • Por Jovem Pan
  • 28/08/2015 21h46
Antonio Anastasia é eleito senador em Minas Gerais

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, responsável pelas investigações da Operação Lava Jato junto ao Supremo Tribunal Federal, pediu nesta sexta-feira (28) o arquivamento do inquérito sobre o senador Antonio Anastasia (PSDB-MG).

Esse é o primeiro pedido de arquivamento apresentado por Janot ao STF em relação ao 25 inquéritos que apuram o envolvimento de 50 políticos nos desvios da Petrobras. Com isso, o parlamentar pode se livrar de acusações no caso.

O arquivamento ainda depende de despacho do ministro Teori Zavascki. É comum que, diante de pedidos de arquivamento do Ministério Público, o STF siga as recomendações e encerre a investigação.

O senador passou a ser investigado a partir do depoimento do policial federal afastado, Jayme Alves de Oliveira Filho, que afirmou que em 2010, a mando do doleiro Alberto Youssef, entregou R$ 1 milhão nas mãos de Anastasia numa casa em Belo Horizonte. O próprio Youssef, posteriormente, desmentiu a acusação em delação premiada.

No pedido de arquivamento, Janot afirmou que, se surgirem novos indícios, o inquérito poderá ser reaberto. Desde o começo das investigações, o senador Anastasia negava os fatos.

A defesa, em um dos pedidos apresentados ao STF para arquivamento da investigação, afirmou que havia “absoluta imprestabilidade, total ineficácia probante e induvidosa precariedade” no depoiemnto de Careca, como é conhecido o policial federal afastado.

Em março, quando foi aberto o inquérito, Anastasia classificou as afirmações de Careca como precárias e contraditórias.