Jaques Wagner defende que Congresso reduza recesso parlamentar

  • Por Agência Brasil
  • 18/12/2015 11h34
BRASILIA, DF, 22.10.2015 - DILMA-LOTERICOS- O ministro da Secretaria de Governo, Ricardo Berzoini, a presidente Dilma Rousseff e o ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, durante a cerimônia de sanção da lei que dispõe sobre a atividade do lotérico, no Palácio do Planalto, nesta quinta-feira, 22.(Foto:Ed Ferreira / Brazil Photo Press/Folhapress)Jaques Wagner (primeiro plano) ao lado da presidente Dilma e do ministro Ricardo Berzoini

O ministro-chefe da Casa Civil, Jaques Wagner, defendeu nesta sexta-feira (18) que o Congresso Nacional reduza o período do recesso parlamentar para tratar do pedido de abertura do processo de impeachment contra a presidenta Dilma Rousseff e de questões consideradas importantes e que dependem de votação.

Como os parlamentares entram em recesso na próxima semana e retomam os trabalhos no dia 2 de fevereiro, o ministro defendeu que a volta deles seja antecipada para o início de janeiro.

“Pelo momento que o Brasil vive, seria muito positivo que as Casas, mesmo que se dessem um recesso menor, voltassem a trabalhar talvez em 4 de janeiro. Temos o próprio processo de impeachment, que não pode se arrastar, afirmou”.