João de Deus e esposa viram réus por posse ilegal de arma de fogo

  • Por Jovem Pan
  • 18/02/2019 20h55
Ed Ferreira/Estadão ConteúdoAcusado de abusos sexuais, médium está preso desde dezembro do ano passado

O médium João de Deus e a esposa, Ana Keyla Teixeira Lourenço, viraram réus por posse ilegal de arma de fogo, segundo informou o Tribunal de Justiça de Goiás nesta segunda-feira (18). A denúncia foi recebida pelo juiz Ricardo Silveira Dourado, da 1ª Vara Criminal. A polícia encontrou um revólver e munições na casa deles em dezembro.

Os réus têm até 10 dias para apresentar defesa e depois disso serão julgados. Ao analisar denúncia feita pelo Ministério Público estadual, o magistrado destacou que “há nos autos provas da materialidade e indícios suficientes de autoria, havendo justa causa para instauração da ação penal com a presença de todas as condições da ação”.

João de Deus responde a outros processos sob acusação de violação sexual mediante fraude e de estupro de vulnerável. Ele está preso desde o dia 16 de dezembro após denúncias sobre os crimes terem surgido. A defesa nega os crimes e tenta obter a liberdade do acusado por meio de habeas corpus, que já foi negado em diferentes instâncias.

*Com informações do Estadão Conteúdo