João de Deus pode ter ‘morte súbita’ caso aneurisma se rompa, diz médico

  • Por Jovem Pan
  • 22/03/2019 17h09
Cesar Itiberê/Fotos PúblicasMédium está preso, acusado de violação sexual mediante fraude

O médium João de Deus pode sofrer uma “morte súbita” caso se rompa o aneurisma que ele tem no abdômen, o que causaria hemorragia. A informação é do cardiologista Alberto Las Casas Júnior nesta sexta-feira (22), que avaliou o líder espiritual.

A consulta de João com o médico aconteceu um mês antes de o médium ser preso, em dezembro passado. A pedido de advogados de defesa, foi emitido um laudo que, agora, foi usado para embasar um pedido de transferência da cadeia para um hospital.

De acordo o G1, Las Casas indicou que o religioso de 76 anos deve permanecer em um leito isolado no Instituto de Neurologia de Goiânia, em Goiás, que já reservou um quarto reservado para o médium. A autorização para transferência foi proferida na quinta (21).

Transferência

A transferência foi determinada pelo ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Conforme a decisão, o religioso deve ficar internado durante o período de quatro semanas, sob escolta policial ou monitoramento por tornozeleira eletrônica.

Acusações

João de Deus está preso desde 16 de dezembro do ano passado e teve pedidos de liberdade negados. O motivo da detenção são acusações de violação sexual mediante fraude e de estupro de vulnerável, crimes que o médium teria praticado contra centenas de mulheres.

Os abusos teriam acontecido na instituição em que realizava tratamentos e “cirurgias” espirituais em Abadiânia (GO). Além de vítimas em diversos estados brasileiros, há relatos de que mulheres de outros diversos países também foram abusadas pelo médium.