Joice diz que Eduardo Bolsonaro é ‘induzido ao erro’ e que ‘engoliria’ Covas

  • Por Jovem Pan
  • 01/10/2019 13h01 - Atualizado em 01/10/2019 14h57
ReproduçãoApesar das críticas, a deputada disse que o PSL é a sigla que tem "mais gente boa"

A deputada Joice Hasselmann (PSL-SP), que vive uma crise interna na legenda, afirmou na noite dessa segunda-feira (30) que não acredita em partidos e que só escolheu um para poder disputar a eleição.

Ela, que pretende disputar a Prefeitura de São Paulo no ano que vem, passa por uma disputa no PSL local, liderado pelo também deputado federal Eduardo Bolsonaro.

“Se você me perguntar o partido que é, assim, o partido dos sonhos, não tem”, disse, em evento no Rio de Janeiro. Questionada se essas declarações eram uma sinalização de desgaste com o partido, Joice negou: “Os partidos têm gente boa e gente ruim. O PSL é um que tem mais gente boa”.

De acordo com a deputada, Eduardo não é uma das pessoas ruins. “Não, não. Ele é um bom menino, mas é induzido ao erro às vezes”, disse, criticando o que chamou de “radicalismo extremo.”

Incomoda o PSL a proximidade de Joice com o governador João Doria (PSDB). A legenda do tucano é tida como um dos prováveis destinos dela caso a deputada saia da legenda do presidente Jair Bolsonaro. A parlamentar afirma que há pelo menos quatro siglas interessadas na sua filiação.

O PSDB, porém, deve ter o prefeito Bruno Covas como candidato à reeleição em São Paulo. Joice também chama o tucano de “bom menino”, mas não deixa de manifestar o que pensa sobre a suposta ausência de força política do prefeito. “O Bruno eu ‘engulo’ em duas semanas”, afirmou.