Juiz nega prisão de Yunes, coronel Lima e Rocha Loures

  • Por Estadão Conteúdo
  • 11/04/2018 21h01
FELIPE RAU/ESTADÃO CONTEÚDOEx-assessor do presidente Michel Temer, Yunes foi um dos beneficiados pela decisão do juiz Marcus Vinícius Reis Bastos

O juiz Marcus Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal de Brasília, rejeitou pedido do Ministério Público Federal pelas prisões do ex-assessor do presidente Michel Temer, Jose Yunes, e do amigo do emedebista, coronel João Batista Lima Filho.

O magistrado também rejeitou a prisão de Rodrigo Rocha Loures, o “homem da mala”, ex-assessor do presidente pego em ação controlada da Polícia Federal com R$ 500 mil em dinheiro vivo da JBS.

“Afirmar que a anunciada candidatura de Michel Temer à Presidência da República importe na permanência da empresa criminosa de ilícitos penais por parte dos requeridos demanda a indicação de fatos atuais (contemporâneos) nesse sentido, circunstância que não se verificou”, anotou o magistrado.

A decisão é do dia 9 de abril.