Juíza encaminha denúncia contra ex-presidente Lula para a Justiça Federal

  • Por Jovem Pan
  • 14/03/2016 15h48
BRA01 SAO PAULO (BRASIL) 04/03/2016.- Fotografía de archivo fechada el 31 de octubre de 2010 que muestra al expresidente brasileño Luiz Inácio da Silva en Sao Bernardo do Campo. La Policía Federal brasileña allanó hoy el domicilio particular de Lula da Silva, la casa de uno de sus hijos y otras residencias cuya propiedad se atribuye a la familia, informaron hoy, 4 de marzo de 2016, fuentes oficiales. La operación se enmarca en las investigaciones de corrupción en la estatal Petrobras y fue ordenada por el juez federal Sergio Moro, que está a cargo de las averiguaciones sobre una red que se apropió ilegalmente de unos 2.000 millones de dólares de las arcas de la petrolera. EFE/SEBASTIAO MOREIRAEFE - Fotos Lula Luiz Inácio Lula da Silva ex-presidente

A Justiça de São Paulo encaminhou à Justiça Federal a denúncia contra o ex-presidente Lula, por suspeita de falsidade ideológica e lavagem de dinheiro no caso do triplex no Guarujá – que foi apresentada na última semana pelo Ministério Público de São Paulo -, para a análise do juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba.

“Como consequência lógica pela declinação da competência, absoluta, deixo de analisar os pedidos de cautelares formulados na denúncia, bem como o pedido de prisão preventiva, entendendo que não há urgência que justifique a análise por este Juízo, até porque os requerimentos já foram todos divulgados publicamente pelo próprio MPSP, sendo de conhecimento inclusive dos indiciados”, declarou a magistrada.

A juíza Maria Priscilla Ernandes Veiga Oliveira, titular da 4ª Vara Criminal, afirmou que os fatos de que tratam a denúncia são objeto de investigação pela Lava Jato. “O pretendido nestes autos, no que tange às acusações de prática de delitos chamados de “Lavagem de Dinheiro” é trazer para o âmbito estadual algo que já é objeto de apuração e processamento pelo Juízo Federal da 13ª Vara Federal de Curitiba/PR e pelo MPF, pelo que é inegável a conexão, com interesse probatório entre ambas as demandas, havendo vínculo dos delitos por sua estreita relação”.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi denunciado criminalmente pelo Ministério Público de São Paulo, na última quarta-feira (9), pelo promotor Cássio Conserino. A mulher do petista, Marisa Letícia, também foi envolvida no caso do tríplex 164-A, no Condomínio Solaris, no Guarujá.

A acusação tem base em longa investigação realizada pelos promotores Cássio Conserino e José Carlos Blat. O promotor diz ter indícios de que houve tentativa de esconder a identidade do verdadeiro dono do tríplex, o que pode caracterizar crime de lavagem de dinheiro.