Jungmann demite Fernando Segovia do comando da PF; Galloro assume

  • Por Jovem Pan com Estadão Conteúdo
  • 27/02/2018 17h52 - Atualizado em 27/02/2018 18h03
Valter Campanato/Agência BrasilFernando Segovia foi afastado após recomendar o arquivamento de inquérito que investiga Temer

O novo ministro da Segurança Pública, Raul Jungmann, decidiu pelo afastamento do diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia. Em seu lugar assume o delegado Rogério Galloro, atualmente na Secretaria Nacional de Justiça.

Segovia chegou a recomendar o arquivamento do inquérito do Decreto dos Portos, que investiga o presidente Michel Temer. O diretor-geral a PF afirmou ainda que poderia abrir investigação interna para apurar a conduta do delegado Cleyber Malta Lopes, responsável pelo inquérito. O que gerou mal-estar entre os delegados da Lava Jato e membros da PGR e do STF. A passagem dele no comando da PF durou pouco mais de quatro meses.

Já Rogério Gallouro ingressou na PF em agosto de 1995. Com mais de 22 anos de carreira, o delegado já ocupou postos estratégicos na instituição. Entre abril de 2011 e junho de 2013 foi adido da PF nos Estados Unidos. Ele também foi superintendente regional em Goiás (outubro 2007/janeiro 2009).