Justiça aceita denúncia do MPF e torna réu ex-secretário de Saúde do RJ

  • Por Jovem Pan
  • 14/08/2018 11h56
Agência BrasilCôrtes se tornou réu em mais um processo das operações que apuram fraude e corrupção no setor do Estado

O juiz federal Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal no Rio de Janeiro, aceitou nesta segunda-feira (13), a denúncia do Ministério Público contra o ex-secretário estadual de Saúde do RJ e diretor do Into (Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia), Sérgio Côrtes.

Assim, Côrtes se tornou réu em mais um processo das operações que apuram fraude e corrupção no setor do Estado.

O empresário Daurio Speranzini Junior também foi denunciado. Côrtes e mais duas pessoas serão ouvidas pela Justiça Federal.

Na denúncia aceita por Bretas, o MPF aponta fraudes em licitações no Into e o envolvimento de empresas internacionais.

O ex-secretário da Saúde do Estado foi denunciado e preso na Operação Fatura Exposta, em abril do ano passado. Ele foi acusado de movimentar ao menos US$ 4,3 milhões em contas na Suíça. Após o ocorrido, ele transferiu a quantia para um offshore nas Bahamas, entre 2011 e 2017.

Em fevereiro deste ano, por decisão do ministro Gilmar Mendes, do STF, ele foi libertado. Na denúncia, o MPF pediu ainda a condenação da mulher de Côrtes, Verônica Vianna, pelos crimes de corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas.

Ela é a terceira mulher de políticos investigada na Operação Lava Jato que, segundo investigadores, se beneficiaram das propinas desviadas por seus cônjuges.