Justiça autoriza transferência de Temer para Comando de Policiamento de Choque da Polícia Militar

Transferência foi determinada nesta segunda-feira (13) pela Justiça Federal do Rio de Janeiro

  • Por Jovem Pan
  • 13/05/2019 14h52
O ex-presidente Michel Temer se entregou na última quinta-feira (9)

A Justiça Federal do Rio de Janeiro determinou nesta segunda-feira (13) que o ex-presidente Michel Temer seja transferido para o Comando de Policiamento de Choque da Polícia Militar de São Paulo. A decisão da juíza Caroline Figueiredo, da 7.ª Vara Criminal Federal do Rio, atende a um pedido da Polícia Federal. Ela determinou ainda que a condução seja feita pela própria PF.

Temer está preso desde a quinta-feira da semana passada (9) na Superintendência da PF na Lapa, Zona Oeste da capital paulista. Ele se entregou à polícia depois que o Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) revogou o habeas corpus contra ele e seu amigo pessoal João Baptista Lima Filho, o coronel Lima.

Inicialmente, o ex-presidente ocupou uma sala de reuniões sem banheiro no 9.º andar, próximo ao gabinete do superintendente regional da corporação. Na sexta (10), passou para uma sala no 10.º andar.

Sua rotina na prisão compreende leitura dos jornais do dia e livros que levou na bagagem quando se entregou.

Temer é acusado de liderar uma organização criminosa que teria agido durante 30 anos e desviado R$ 1,8 bilhão em contratos do setor público – crimes que ele nega enfaticamente.

Na próxima terça-feira (14), a Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça vai julgar um pedido de habeas corpus.