Justiça condena preso por violentar e agredir mulher dentro da cadeia

  • Por Jovem Pan
  • 17/02/2020 11h05
Google Street ViewCentro de Detenção Provisoria de São Bernardo do Campo, onde o crime ocorreu

A Justiça de São Paulo condenou a mais quinze anos de prisão um preso do Centro de Detenção Provisória de São Bernardo do Campo, Grande São Paulo, por estuprar e agredir sua mulher durante uma visita à penitenciária.

A sentença proferida pelo juiz Edegar de Souza Castro, da 3ª Vara Criminal da Comarca de São Bernardo do Campo, prevê ainda que o marido está proibido de voltar ao lar caso seja solto, além de ter que manter distância de quatro quarteirões da vítima.

Durante uma visita, o casal discutiu dentro da cela por conta de uma suposta traição da esposa. O marido, então, raspou sua cabeça com gilete, e ao tentar escapar, ele a ameaçou, dizendo que se ela gritasse, não voltaria a ver seu filho, que estava no pátio do presídio.

Em seguida, o homem aqueceu a ponta de uma caneta e marcou a pele da vítima com seu apelido. Depois, estuprou a mulher.

* Com Estadão Conteúdo.