Justiça do Rio concede indenização para a família de Amarildo

  • Por Jovem Pan
  • 28/08/2018 17h30
Moradores da Rocinha protestam por causa do desaparecimento do pedreiro Amarildo em 2013

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro manteve a indenização à família do pedreiro Amarildo de Souza, que foi torturado e morto por policiais na Rocinha, em 2013. O valor de R$ 500 mil deverá ser pago à esposa e aos seis filhos do casal. A decisão vai na contramão do pedido feito pelo estado do Rio de Janeiro, que tentou reduzir o montante.

Além da indenização, também foi mantido o pagamento de R$ 100 mil para cada um dos quatro irmãos do pedreiro.

Em 2016, a Justiça do Rio condenou doze dos 25 policiais militares denunciados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro. Eles foram acusados de cometer os crimes de tortura seguida de morte e ocultação de cadáver no caso de Amarildo.