Justiça do Rio tira direitos políticos de César Maia

  • Por Jovem Pan
  • 21/05/2018 13h46
RAIMUNDO VALENTIM/ESTADÃO CONTEÚDO/AE/Maia foi condenado por contrato da Prefeitura com a OAS, mas vai recorrer

A justiça do Rio de Janeiro suspendeu os direitos políticos do ex-prefeito e vereador César Maia (DEM), condenado por improbidade administrativa.

A defesa de Maia já informou que recorrerá da decisão em segunda instância.

Maia foi condenado a devolver R$ 3,3 milhões aos cofres públicos. Ele foi acusado pelo Tribunal de Justiça do Rio de atrasar diversas vezes, propositalmente, contrato da Prefeitura com a OAS na construção do Hospital Municipal Ronaldo Gazolla, em Acari.

A juíza Maria Paula Gouvêa Galhardo, da 4ª Vara de Fazenda Pública da Capital, concordou que o caso demonstrou que Maia lesou o patrimônio municipal.

Também perderam seus direitos políticos e foram condenados a devolver o valor pago à construtora o ex-secretário Municipal de Saúde, Jacob Kligerman, o ex-subsecretário de Administração de Finanças, Reynaldo Pinto de Souza Braga Júnior e os ex-diretores da RioUrbe, Jorge Roberto Fortes e João Luiz Reis.