Justiça do RJ determina que escolas particulares fiquem fechadas

Algumas redes retomaram as atividades na última segunda-feira (3)

  • Por Jovem Pan
  • 06/08/2020 13h04
MATEUS BONOMI/AGIF - AGÊNCIA DE FOTOGRAFIA/ESTADÃO CONTEÚDOA Prefeitura está proibida de expedir outro ato administrativo que promova o retorno das atividades presenciais

A Justiça do Rio de Janeiro determinou nesta quinta-feira (6) que as escolas particulares do Estado permaneçam fechadas. A decisão suspende o decreto 47.683 da Prefeitura do Rio que previa a reabertura das instituições privadas de forma voluntária a partir de 1º de agosto para o 4º, 5º, 8º e 9º ano.

De acordo com a decisão do desembargador Peterson Barroso Simão, da 3ª Câmara Civel, a Prefeitura está proibida de expedir outro ato administrativo que promova o retorno das atividades presenciais nas creches e escolas privadas. A pena de multa é diária, no valor de R$ 10 mil imposta ao prefeito Marcelo Crivella.

Foram quatro meses com todas as escolas fechadas no município e algumas redes retomaram as atividades na última segunda-feira (3). As recomendações envolviam a medição da temperatura, uso do álcool em gel e carteiras afastadas. Muitos pais se mostraram contrários a retomada das aulas presenciais.