Justiça decreta lockdown em região metropolitana de São Luís

O governador do Maranhão, Flávio Dino, convocou coletiva de imprensa para sexta-feira (1º) e afirmou que vai cumprir a decisão

  • Por Jovem Pan
  • 30/04/2020 20h42 - Atualizado em 01/05/2020 07h29
MATEUS BONOMI/AGIF/ESTADÃO CONTEÚDOFlavio Dino, governador do Maranhão

A Justiça do Maranhão decretou, nesta quinta-feira (30), o bloqueio total (lockdown) na região metropolitana de São Luís, no Maranhão, pelo prazo de dez dias, a partir do dia 5 de maio.

A determinação acontece devido ao aumento de casos e mortes pelo novo coronavírus nas regiões interditadas e atende ao pedido do Ministério Público do Maranhão (MPMA).

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), comentou a decisão da Justiça no Twitter e convocou coletiva de imprensa para sexta-feira (1º). “Desde logo, informo que evidentemente a decisão do Judiciário será cumprida. Esclareço, contudo, que ATIVIDADES ESSENCIAIS, como alimentação e remédios, continuarão ABERTAS”, escreveu.

De acordo com a determinação, as cidades de São Luis, Raposa, Paço do Lumiar e São José de Ribamar deverão cumprir regras mais rígidas de confinamento.

As medidas iniciarão em 5 de maio e terão duração inicial de dez dias. De acordo com a decisão, ficam proibidos a circulação de veículos particulares, salvo para a compra de alimentos ou medicamentos, para transporte de pessoas para atendimento de saúde, atividades de segurança ou no itinerário dos trabalhadores de serviços considerados essenciais.

“A entrada e saída de veículos da ilha também está proibida por dez dias, salvo caminhões, ambulâncias, veículos transportando pessoas para atendimento de saúde, que estejam desempenhando de atividades de segurança ou no itinerário de serviços considerados essenciais”, segundo o MP.