Justiça manda Bancoop e OAS devolverem dinheiro de imóvel no prédio do triplex a Lula

Esse apartamento foi substituído pelo tríplex, que seria uma contrapartida da OAS ao ex-presidente dentro do esquema de corrupção envolvendo a Petrobras

  • Por Jovem Pan
  • 26/04/2019 14h28
Estadão ConteúdoApartamento foi comprado no mesmo prédio do tríplex no Guarujpa (SP), que levou o ex-presidente Lula à prisão em abril de 2018

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) determinou que a Bancoop (Cooperativa Habitacional dos Bancários) e a empreiteira OAS devolvam ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) parte do valor pago pela ex-primeira-dama Marisa Letícia por um apartamento no Guarujá, no litoral de São Paulo, no mesmo prédio do tríplex que levou o líder petista à prisão, em abril de 2018. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (26) pelo portal UOL.

Esse apartamento, de acordo com a força-tarefa da Operação Lava Jato, foi substituído pelo tríplex, que seria uma contrapartida da OAS ao ex-presidente dentro do esquema de corrupção envolvendo a Petrobras.

Apenas uma parte deverá ser devolvida porque Marisa formalizou a desistência do imóvel apenas dois anos após o edifício ter ficado pronto. A decisão é do juiz Adilson Aparecido Rodrigues Cruz, da 34ª Vara Cível do TJ paulista. Por ser da primeira instância, ainda cabe recurso.

O valor exato não foi mencionado na decisão, mas corresponde a 66,67% do total.