Justiça impõe medidas preventivas em asilos no Rio após casos de covid-19

  • Por Jovem Pan
  • 14/04/2020 12h44
EFE/EPA/ROBERT GHEMENTA liminar condenou o estado e o município do Rio de Janeiro a reservarem espaço para o alojamento de idosos

A justiça do Rio de Janeiro determinou que sejam adotadas medidas preventivas para evitar o contágio pelo coronavírus aos idosos moradores de asilos, após confirmação de casos em uma Instituição de Longa Permanência de Idosos (Ilpi) na zona norte da capital fluminense.

O pedido de liminar foi feito pela Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva de Proteção ao Idoso da Capital, do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ). A decisão foi dada na segunda-feira (13) pelo Juízo da 15ª Vara de Fazenda Pública. No texto da liminar, a juíza Roseli Nalin destaca que uma instituição já registrava dez casos de coronavírus.

“Postula o Ministério Público Estadual diversas e amplas providências na área da saúde junto às Instituições de Longa Permanência – Ilpis e que abrigam idosos em todo o Estado, o que entende necessárias em decorrência da pandemia da covid-19, noticiando que uma delas (localizada na zona norte) notificou um caso suspeito e, no dia seguinte, já contabilizava cinco [casos] e até a propositura desta demanda, somava dez casos entre residentes e funcionários, alguns internados em estado grave” escreveu a magistrada.

A Secretaria Municipal de Saúde informou que as ocorrências foram notificadas e estão sendo investigadas pela Vigilância em Saúde. “A Secretaria Municipal de Saúde realizará uma inspeção nas instituições, onde há casos confirmados da doença”, garantiu.

Segundo a Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos, o contágio pelo novo coronavírus ocorreu em uma instituição privada de alto padrão. O nome não foi divulgado.

A liminar condenou o estado e o município do Rio de Janeiro a reservarem espaço para o alojamento de idosos que estejam infectados ou com suspeita de infecção pelo coronavírus. O local deve estar equipado com os materiais de proteção necessários, bem como equipamentos médicos.

Segundo o Ministério Público, o estado do Rio conta com 434 Ilpis com cerca de 2.100 idosos abrigados na capital e dez mil em todo o estado. O órgão já havia feito, no mês passado, recomendações para que os locais de abrigo de idosos adotassem medidas para evitar o contágio pelo novo coronavírus entre os residentes.

*Com informações da Agência Brasil