Kátia Abreu está “do outro lado” e não do lado da CNA, diz presidente da entidade

  • Por Jovem Pan
  • 18/04/2016 16h47
Brasília - A ministra Kátia Abreu e secretários, dão coletiva sobre a reabertura de mercados para a carne brasileira, e fazem balanço das ações do ministério em 2015 (Elza Fiuza / Agência Brasil)Kátia Abreu - AGBR

Em entrevista a Denise Campos de Toledo, o presidente da CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil), João Martins, criticou a ministra da Agricultura, Kátia Abreu por estar “do outro lado” e não no setor pelo qual ela deveria representar.

“De uma hora para outra ela se colocou do lado do Governo que está indo contra o nosso segmento (…) A ministra não está lá [no ministério] como representante da CNA. Ela está lá por amizade com a presidente Dilma, tanto que isso levou ao afastamento dela do setor. Hoje consideramos a ministra como uma pessoa do outro lado e não do nosso meio”, disse.

A CNA, que possui parecer favorável ao impeachment de Dilma, já declarou nesta segunda-feira (18), que continua contra o Governo com o processo tramitando no Senado.

“Nós queremos no próximo Governo, que o Governo que vai entrar, possivelmente o Temer, que faça propostas bem fundamentadas para um grande pacto nacional. A CNA não quer ter ministérios, não quer disputar cargos. Para a CNA o que interessa são as grandes políticas para o setor”, pontuou Martins.

*Confira a entrevista completa no áudio acima