Lançamento de fogos de artifício contra o STF será investigado, diz MPF

  • Por Jovem Pan
  • 14/06/2020 18h38
ReproduçãoGrupo de manifestantes soltou fogos em direção ao STF

O Ministério Público Federal (MPF) determinou a abertura de inquérito policial para apurar o lançamento de fogos de artifício em direção ao prédio do Supremo Tribunal Federal (STF) na noite desse sábado, 13.

O grupo ‘300 do Brasil’, autor da ação, filmou e divulgou nas redes sociais vídeos do disparo dos fogos. As imagens corroboram com a nota do MPF, que relatam ofensas e xingamentos aos ministros do Supremo.

O MPF solicitou também perícia no local a fim de identificar danos ocorridos no edifício onde fica a sede do Supremo, na Praça dos Três Poderes.

O procedimento tramita em regime de urgência e em caráter reservado por “questões relacionadas à inteligência das informações”. Para o MPF, os atos podem ser enquadrados na Lei de Segurança Nacional e crimes contra a honra, por serem condutas dirigidas ao órgão máximo do Poder Judiciário, além da Lei de Crimes Ambientais, já que o STF está localizado em uma área tombada pelo Patrimônio Histórico Federal.