Lei de Abuso de Autoridade tenta barrar a Lava Jato, diz líder do Nas Ruas

  • Por Jovem Pan
  • 25/08/2019 16h05 - Atualizado em 25/08/2019 16h12
DANIEL TEIXEIRA/ESTADÃO CONTEÚDOCaminhão do Nas Ruas concentrou centenas de pessoas durante manifestação na Av. Paulista, em São Paulo

O Nas Ruas foi um dos responsáveis pela convocação da manifestação contra a Lei de Abuso de Autoridade e a favor do impeachment de Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), neste domingo (25), na Avenida Paulista, em São Paulo. De acordo com o porta-voz do movimento, Tomé Abduch, o projeto representa um “atraso” e uma “ameaça” à Operação Lava Jato.

“O projeto de Lei de Abuso de Autoridade é importante porque sabemos que realmente existem muitos juízes e outros que se utilizam disso em benefício próprio, mas a forma como foi colocada [a discussão] nas últimas semanas representa uma forma a barrar a Lava Jato”, disse em entrevista à Jovem Pan.

Abduch ressaltou também que os protestos têm como objetivo pressionar o STF. “As pessoas nessa importante instituição não representam o povo brasileiro. Temos muito valor pela instituição, mas Dias Toffoli, Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski e Alexandre de Moraes já cansaram o povo brasileiro. Precisamos sentir pessoas a favor do Brasil, colocar criminosos na cadeia e não fazer o que vem acontecendo, a Polícia Federal prende, em seguida eles soltam”, apontou.

O líder do Nas Ruas também comemorou a adesão aos protestos. “A população brasileira entendeu a necessidade de estar nas ruas como o quarto poder.”