Líder do PP na Câmara se coloca à disposição do governo Bolsonaro

  • Por Jovem Pan
  • 12/12/2018 21h07
Fátima Meira/Estadão ConteúdoDeputado Arthur Lira participou de encontro com Bolsonaro em Brasília

O líder do PP na Câmara, deputado Arthur Lira (AL), afirmou nesta quarta-feira (12) que o partido não está ressentido por não ter entrado no primeiro escalão do futuro governo de Jair Bolsonaro. Segundo o parlamentar, a legenda vai votar pautas de interesse do Brasil de acordo com convicções próprias.

O presidente eleito recebeu a bancada do PP nesta quarta, no Centro Cultural Banco do Brasil, em Brasília, sede da equipe de transição de governo. O ministro extraordinário da transição e futuro chefe da Casa Civil de Bolsonaro, Onyx Lorenzoni, também participou do encontro com os parlamentares.

“O partido, como muitos outros que vieram aqui, se coloca à disposição para colocar os seus quadros, seus deputados e deputadas, a discutir e a votar sempre as matérias de interesse do Brasil”, disse Lira depois da reunião. Nesta tarde, Bolsonaro também reuniu a bancada de seu partido, o PSL, e do DEM.

Ex-partido

Durante quase 20 anos, Jair Bolsonaro foi filiado ao PP. Entretanto, não convidou nenhum membro da sigla para participar do governo que se inicia em janeiro, apesar de ter feito elogios à candidata a vice-presidente derrotada na chapa de Geraldo Alckmin (PSDB), Ana Amélia, e indicado que ela poderia assumir um ministério.

Arthur Lira disse que nenhum partido foi convidado oficialmente para compor o governo. “Isso não nos incomoda absolutamente, o PP sabe o seu valor.” Até agora, apenas o PR declarou que irá compor a base da futura gestão no Congresso. Outros, como PSDB, DEM e PDS, sinalizaram apoiar o governo em pautas convergentes.

*Com informações do Estadão Conteúdo