Luisa Mell resgata 113 animais em canil clandestino na Zona Leste

  • Por Jovem Pan
  • 28/03/2018 19h41
Reprodução-InstagramLuisa Mell confirma que filhotes resgatados estavam em condições precárias e escondidos até dentro de armários

Nesta quarta-feira (28), o Instituto Luisa Mell, junto com a Polícia Ambiental, resgatou 113 gatos e cachorros em um canil clandestino na Zona Leste de São Paulo. Também haviam no local dezenas de aves. A ação foi postada pela própria Luisa em seu Instagram.

Em entrevista à Jovem Pan, a ativista revelou que chegou ao local por meio de uma denúncia e esperava encontrar até 30 animais silvestres. “O local era muito pequeno e sujo. Os animais estavam com problemas seríssimos de pele, alguns sangrando, e dentro de gaiolinhas, dentro de armários, dentro de aquário. Não consigo me surpreender mais com a maldade humana e achei que já tivesse visto de tudo. Quando abri uma gaveta tinham filhotes de cachorros e depois me disseram que estavam todos mortos”, declarou.

A ativista confirmou que o local era utilizado para compra e venda, uma vez que todos eram filhotes de raças. Além disso, uma das mulheres que moravam no local, mesmo em condições subumanas, ainda tentou esconder os filhotes no sutiã, dentro de uma caixa e embaixo do travesseiro. Já os responsáveis vão pagar uma multa de R$ 5 mil por cada animal apreendido.

“Não dá para acreditar que alguém vive naquela imundice. Ficamos do meio dias às 18h fazendo esse resgate e nos deparamos com animais muito feridos, machucados e doentes. A batalha do Instituto é saber quem vai sobreviver porque, nessas situações, muitos acabam falecendo”, disse.

Luisa Mell ainda faz uma importante ressalva para quem deseja ter um bichinho de estimação. “Não compre animais em feirinhas e sim adote. Caso queira comprar, que,  pelo menos, conheça o criador. As pessoas não tem ideia da crueldade que está por trás. Esse não é um caso isolado e não faça parte disso”, alertou.

*Com informações da repórter Marcella Lourenzetto