Lula chega para a posse em Brasília e esquema especial de segurança é montado

  • Por JP com Agência Estado
  • 17/03/2016 09h45
Brasília - Protesto contra a nomeação do ex-presidente Lula como ministro da Casa Civil, em frente ao Palácio do Planalto (Valter Campanato/Agência Brasil)Ato na Praça dos Três Poderes contra nomeação de Lula tem confronto

O ex-presidente Luiz Inácio Lula chegou um pouco antes de 9h em Brasília e vai participar da posse coletiva prevista para depois das 10h desta quinta. Lula deve ser nomeado ministro-chefe da Casa Civil de Dilma. Um esquema de segurança especial foi preparado e três grades separam o espaço público do prédio onde deve ocorrer a posse.

A Esplanada dos Ministérios está bloqueada desde a manhã. O Palácio da Alvorada, residência oficial da presidente da República. Há dois grupos, um a favor e outro contra a posse de Lula. Eles são mantidos separados. Os manifestantes contrários são mantidos fora da Praça dos Três Poderes. A Polícia do Exército foi chamada e a situação era tensa por volta das 10h em Brasília.

Esquema especial

A Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros preparam uma operação especial para esta quinta-feira (17), data da posse dos novos ministros, no entorno da Praça dos Três Poderes. A previsão é de que haja um contingente bem maior do que o de hoje. Cerca de 200 policiais foram convocados para as manifestações programadas.

O Corpo de Bombeiros enviou 34 agentes para o protesto. Segundo o tenente-coronel Teixeira, responsável pelo batalhão do Corpo de Bombeiros, foram registradas 13 ocorrências com civis e duas envolvendo agentes de segurança. Teixeira disse que nenhuma das ocorrência foi grave, apenas lesões leves e pessoas com dificuldade respiratória por conta do lançamento de gás lacrimogêneo e spray de pimenta durante os protestos em frente ao Congresso.

Os policiais não esperavam um volume tão expressivo de pessoas protestando nesta quinta. “Nosso efetivo foi surpreendido no fim dessa tarde. Só quando chegamos aqui que tivemos a dimensão do que estava acontecendo”, disse o tenente-coronel. Manifestantes começaram a deixar o gramado do Congresso Nacional. Segundo a PM, 5 mil pessoas participaram das manifestações em Brasília.

Com informações do repórter Jovem Pan em Brasília José Maria Trindade