Lula diz que argumentos do MPF são os mesmos da “extrema direita fascista”

  • Por Jovem Pan
  • 29/09/2016 14h44
Lula em ato no Rio de JaneiroImagens do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva - EFE

O ex-presidente da República reclamou da tese usada pelo Ministério Público Federal para acusá-lo de ser o chefe da quadrilha que atuou na Petrobras. Para Lula o argumento é o mesmo da extrema direita fascista interessada em inviabilizar a candidatura dele à presidência da República, em 2018.

A ofensiva também estaria disposta a aniquilar a figura individual e o próprio PT, nas palavras do antecessor de Dilma Rousseff no Planalto. O petista explicou que os termos usados pelo jovem procurador para desqualificá-lo seriam os mesmos partilhados por expoentes da direita.

Desta maneira ou o magistrado seria inexperiente ou estaria tramando com nomes como Ronaldo Caiado e Jair Bolsonaro. Apesar dos poucos adeptos, os militantes entoaram palavras de apoio e chamaram Lula de ladrão do coração deles.