Mackenzie expulsa aluno de Direito que fez declarações racistas em vídeo

  • Por Jovem Pan
  • 10/01/2019 18h13
Reprodução Pedro Baleotti não poderá recorrer da decisão tomada pela direção da universidade

A Universidade Presbiteriana Mackenzie decidiu expulsar o aluno Pedro Baleotti, que fez vídeo com ameaças e declarações racistas. Segundo a instituição, o agora ex-estudante de Direito não poderá recorrer da medida, divulgada nesta quinta-feira (10).

Em outubro passado, uma filmagem de Baleotti foi divulgada em redes sociais. Entre incitações à violência, ele dizia: “Essa negraiada vai morrer”. A declaração aconteceu na data do segundo turno das eleições e foi grava enquanto ele dirigia, o que é proibido.

“Estou indo votar armado com faca, pistola, o diabo. Louco para ver um vadio vagabundo de camiseta vermelha para matar logo”, falou. A Polícia Civil registrou o caso e indiciou por crime de racismo o então aluno universitário, poucos dias depois.

Expulsão

De acordo com nota da Universidade Presbiteriana Mackenzie, sediada em São Paulo, “os trâmites institucionais foram cumpridos e o aluno foi expulso, receberá todos os documentos quanto aos créditos cumpridos”. A medida é irrevogável.

“A instituição não coaduna com atitudes preconceituosas, discriminatórias e que não respeitam os direitos humanos”, indica o  texto. O advogado Norman Prochet Neto, que defende Baleotti, disse que as imagens foram divulgadas sem autorização.

“Os vídeos foram enviados a um grupo restrito de amigos em aplicativo de troca de mensagens, sem qualquer intenção de divulgação; os vídeos foram publicados de forma indevida e sem a autorização, violando direitos de sua personalidade”, afirmou.

*Com informações da Agência Brasil