Maduro culpa Bolsonaro por incêndios na Amazônia: ‘fascismo’

  • Por Jovem Pan
  • 30/08/2019 10h24
EFEVenezuela não vai participar da reunião de países amazônicos

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, culpou, nesta quinta-feira (29), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) pelos incêndios na Amazônia. De acordo com ele, o governo brasileiro quer entregar a floresta para a “oligarquia dos fazendeiros”.

“Quanto nos doeu os incêndios que Jair Bolsonaro provocou na Amazônia brasileira (…). É o fascismo destruindo os direitos sociais e ele não fica só com a destruição dos direitos sociais, mas entregou a Amazônia aos fazendeiros que estão a incendiando”, disse Maduro.

Há uma semana, o governo da Venezuela ofereceu uma “modesta ajuda” para combater as chamas que afetam áreas da floresta no Brasil e na Bolívia.

Na quarta-feira (28), no entanto, Bolsonaro e o presidente do Chile, Sebastián Piñera, decidiram marcar uma reunião de líderes de países que possuem floresta amazônica, mas excluíram a Venezuela, que tem parte da floresta em seu território, do encontro. “No dia 6 de setembro estaremos reunidos com esses presidentes, exceto da Venezuela, para discutir uma política única nossa de preservação do meio ambiente e exploração de forma sustentável”, afirmou o presidente brasileiro.

Maior floresta tropical do mundo, a Amazônia tem 7,4 milhões de quilômetros quadrados, que estão espalhados por oito países – Brasil, Bolívia, Venezuela, Colômbia, Equador, Peru, Suriname e Guiana Francesa.

*Com informações da Agência EFE