Maia diz que atualização de imóveis no IR não ajudará a resolver déficit da Previdência

  • Por Jovem Pan
  • 23/05/2019 15h44 - Atualizado em 23/05/2019 15h48
Gilmar Félix/Câmara dos Deputados"A gente precisa entender que as alternativas de arrecadação que acontecem apenas uma vez não são alternativas à reforma", disse o deputado

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criticou nesta quinta (23) a proposta do Planalto de criar uma taxa que atualize os valores imobiliários no Imposto de Renda para gerar mais receita. Para o deputado, a medida não servirá de solução para o déficit da Previdência.

“Uma receita extraordinária não vai resolver o problema do déficit estrutural. Então isso pode resolver problema do governo de 2019, 2020, mas não vai resolver o problema estrutural do déficit da Previdência, que é crescente. A gente precisa entender que as alternativas de arrecadação que acontecem apenas uma vez, não são alternativas à reforma da Previdência”, disse.

Maia também garantiu que a Câmara votará na semana que vem a Medida Provisória 871, que combate as irregularidades em benefícios previdenciários. “É uma matéria difícil, mas precisa ser enfrentada. Ela é fundamental para organizar o sistema previdenciário do campo. Há uma distorção no número de pessoas que está aposentada no campo e a participação no total das despesas previdenciárias”, disse.

Estadão Conteúdo