Maia estuda retomada de trabalhos presenciais na Câmara em julho

  • Por Jovem Pan
  • 03/06/2020 15h09 - Atualizado em 03/06/2020 15h16
Frederico Brasil/Estadão ConteúdoRodrigo Maia é o atual presidente da Câmara dos Deputados

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta quarta-feira (3), durante coletiva de imprensa, que a Casa estuda retomar os trabalhos presenciais e as comissões a partir do mês de julho.

“Não é simples, mas acho que devemos começar a avaliar neste mês para que no mês de julho a gente possa tomar a melhor decisão”, disse.

Segundo Maia, será importante adotar todos os protocolos de distanciamento e higienização já que chegam a circular quase 15 mil pessoas por semana nas dependências da Câmara, entre funcionários, sociedade e parlamentares.

“Vamos ter que pensar com muito cuidado e estudar os protocolos, além de fazer testes e aferir temperatura, ver o que faremos com parlamentares do grupo de risco. O mês de julho me parece mais adequado, com todos os protocolos. São dados que ainda precisamos organizar para ver o nível de contaminação do nosso universo”, destacou.

Manifestações

O presidente da Câmara, ao comentar as manifestações durante o final de semana, disse ainda que “não deveríamos ter manifestações no momento da pandemia”. “Nem de um lado, nem do outro. O importante é controlar a curva de crescimento do vírus.”

Ao avaliar a possibilidade da criação de um Ministério da Segurança, que vem sendo comentada por parlamentares, Maia disse que “a Polícia Militar dos estados tem condições adequadas para lidar com as manifestações”. Na avaliação dele, não há motivos para se criar um ministério “só porque a sociedade está se manifestando”.