Maioria dos imóveis interditados em Santos após queda de avião é liberada

  • Por Jovem Pan
  • 15/08/2014 10h56
Confira fotos exclusivas do acidente com avião de Eduardo Campos

A Defesa Civil liberou 11 dos 13 imóveis interditados após queda de avião que matou Eduardo Campos e mais seis pessoas em Santos. A decisão foi tomada após divulgação de laudo do Instituto de Pesquisas Tecnológicas sobre as condições das edificações.

Um imóvel interditado é a academia que fica na Rua Alexandre Herculano, o outro é um conjunto de três blocos na Rua Vahia de Abreu. Agentes da Polícia Federal, bombeiros, policiais militares e Guarda Municipal também fazem a segurança do perímetro.

Os trabalhos de buscas pelos restos mortais das vítimas continuam nesta sexta-feira no local da queda do Cessna 560XL. Em São Paulo, o diretor do Instituto Médico Legal, Ivan Miziara, declarou que a identificação é complexa e segue regras internacionais.

O diretor do Departamento de Polícia Judiciária de Santos, Aldo Galeano, explica que a investigação das causas do acidente está a cargo da Aeronáutica. Galeano afirma que tem trinta dias para conclusão do inquérito e esclarece o que cabe à Polícia Civil.

 

O prefeito de Santos informa que a Polícia Civil vai auxiliar os moradores na confecção de boletins de ocorrência. Paulo Alexandre Barbosa explica que a partir desta documentação poderá ser dado andamento às indenizações.

Os moradores da área do acidente ainda estão sob o impacto da tragédia. Muitos ainda choram quando se lembram dos momentos derradeiros do vôo do Cessna 560xl. (Ouça depoimentos no áudio acima)

Uma base de atendimento foi montada próximo ao local do acidente para atender os moradores do Boqueirão. A coordenadora de Saúde Mental de Santos, Daniele Rufino, revela como os psicólogos atuam numa situação como esta.

A Força Aérea Brasileira divulgou um vídeo mostrando como será o trabalho dos peritos para a verificação da caixa-preta da aeronave. A análise que vai encontrar as causas do acidente será feita no Cenipa, Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos, em Brasília.