Major Olímpio: Bolsonaro toma ‘uma apunhalada pelas costas por dia’ de ‘pseudoaliados’

  • Por Jovem Pan
  • 21/05/2019 14h23
Marcos Oliveira/Agência SenadoSem citar nomes, o senador criticou parlamentares de DEM, PR, PP e outros partidos

O líder do PSL no Senado, Major Olímpio (SP), criticou nesta terça-feira (21) o que chamou de “pseudoaliados” do presidente Jair Bolsonaro. De acordo com ele, as manifestações marcadas para o próximo domingo (26) servirão para chamar a atenção da sociedade para a atuação de parlamentares que se dizem a favor do governo, mas estão atuando contra as propostas governistas no Congresso Nacional.

“Pedimos que a população acompanhe como votam e como se posicionam cada um dos parlamentares. Eu respeito a oposição, legítima e democrática, que tem feito um trabalho muito respeitoso com o governo. O que me deixa indignado é o presidente Bolsonaro tomar uma apunhalada nas costas por dia de pseudoaliados ou aliados de ocasião”, declarou, após reunião com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Sem citar nomes, o senador criticou parlamentares de DEM, PR, PP e outros partidos que teriam declarado apoio à chapa nas eleições e agora estão “dificultando o avanço dos projetos” no parlamento.

“Cada matéria tem um debate e um resultado diferente. Não dá para enquadrar os partidos, tem que ser por convencimento. Vamos ganhar em umas matérias e perder em outras, mas levar essas apunhaladas é muito duro”, completou.

Ainda segundo ele, as manifestações do fim de semana já contam com pautas diferentes das planejadas inicialmente. “É uma manifestação pró-Bolsonaro, contra a corrupção, pela diminuição do Estado e em apoio ao pacote anticrime do governo”, afirmou. “Há segmentos do PSL que não querem participar e respeitamos isso. Mas eu estarei domingo na Avenida Paulista”, concluiu.

*Com Estadão Conteúdo