Mandetta: ritmo do vírus vai diminuir quando 50% das pessoas estiverem infectadas

  • Por Jovem Pan
  • 22/03/2020 20h28
BRUNO CRUZ/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDOMinistro disse que velocidade de transmissão da covid-19 tende a se reduzir

O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse não ter uma estimativa exata para a porcentagem da população que pegará o novo coronavírus, mas apontou que a velocidade de transmissão da covid-19 tende a se reduzir muito quando metade das pessoas já adquiram o vírus.

“O que a gente sabe é que quando passa de 50% da população infectada, o vírus já não consegue multiplicar mais na mesma velocidade. Se vai ser 50%, 60% ou 70% da população, isso é secundário. Em saúde, dois mais dois, pode ser quatro, três e meio. Cada organismo é diferente, cada população é diferente”, respondeu.

O ministro pediu ainda que os secretários municipais de saúde coloquem os cuidadores de idosos na lista de pessoas a serem vacinadas contra a gripe comum nesse primeiro momento.

EUA

Mandetta avaliou que os Estados Unidos provavelmente serão o País mais parecido com o Brasil no enfrentamento do coronavírus, devido às características dos dois países.

“Temos um comportamento de vírus da Itália, o que nos deixou mais preocupados. As faixa etárias e população por metro quadrado nos diferem. Eles têm vantagem no sistema de saúde, mais estruturado e com mais dinheiro”, comparou.

Já os EUA são o primeiro país continental como o Brasil a passar pela pandemia. “Vamos ver o que vai acontecer nos EUA, pois os comportamentos são parecidos” completou.

* Com Estadão Conteúdo.