Mansão que pertenceu a Clodovil é arrematada por R$ 750 mil em leilão

  • Por Jovem Pan
  • 17/08/2018 10h58
Dida Sampaio/Estadão ConteúdoEm sua terceira tentativa de venda, o imóvel foi arrematado pelo valor de R$ 750 mil

A mansão que pertenceu ao estilista Clodovil Hernandes, em Ubatuba, litoral norte de São Paulo, foi arrematada em leilão virtual que terminou nesta quinta-feira (16).

Em sua terceira tentativa de venda, o imóvel foi arrematado pelo valor de R$ 750 mil.

O dono do lance vencedor é um morador de Campinas, que não teve a identidade revelada. Este deve ainda efetuar o depósito judicial para efetivar a compra da mansão. A página do leilão recebeu mais de 4,5 mil visitas, mas apenas dois lances foram dados.

A mansão construída por Clodovil, que morreu há nove anos, fica em um terreno de três mil metros quadrados e possui cerca de 20 cômodos. Com sinais de abandono, o local chegou a ser avaliado por R$ 1,6 milhão – mas estava em boas condições.

A Justiça chegou a determinar a demolição da mansão, mas Maria Hebe Pereira de Queiroz, representante legal de Clodovil, alegou que poderiam surgir problemas ambientais em caso de demolição.

O dinheiro obtido com a venda do imóvel deve pagar parte dos débitos deixados pelo estilista. Mas é a Justiça quem deve decidir sobre o destino do dinheiro.