Mantega admite encontros com Joesley Batista, mas nega irregularidades no BNDES

  • Por Jovem Pan
  • 11/06/2018 15h15
Antonio Cruz/Agência BrasilEm depoimento à PF, ex-ministro confirmou a participação em reuniões com o empresário da JBS

Ministro da Fazenda durante o Governo da ex-presidente Dilma Rousseff, Guido Mantega admitiu em depoimento à Polícia Federal que teve encontros com o empresário Joesley Batista, da JBS, no Ministério da Fazenda, mas negou que as conversas servissem para favorecer a empresa. A informação é do G1.

O depoimento do ex-ministro foi colhido no último dia 29 de maio e faz parte da investigação da Polícia Federal deflagrada ainda em 2017, sob o nome de Operação Bullish, para investigar fraudes e irregularidades em aportes do BNDES à JBS.

Em um dos trechos de sua delação premiada ao MPF, Joesley revelou que Mantega era o responsável por interferir no BNDES para favorecer operações e oferecer empréstimo à empresa, mas que o então presidente da entidade, Luciano Coutinho, era contrário a liberação do dinheiro.

Questionado sobre o tema, Mantega disse não se lembrar dos temas tratados nas reuniões com o empresário, mas ressaltou que as a relação não envolvia nenhum tipo de ato ilícito e que não recebeu qualquer valor para agilizar procedimentos de liberação de recursos do BNDES.