Mantega pediu R$ 5 milhões para o PT, afirma Eike Batista em depoimento ao MPF

  • Por Jovem Pan
  • 22/09/2016 10h30
Guido Mantega

Com base em depoimento prestado ao Ministério Público Federal, a Polícia Federal prendeu, em caráter temporário, o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, em São Paulo, no âmbito da 34ª fase da Operação Lava Jato. Logo depois, porém, o juiz Sergio Moro mandou soltar Mantega devido às circunstâncias de sua prisão.

Nesta quinta-feira (22), a Procuradoria da República, no Paraná, informou que Eike Batista prestou depoimento espontâneo ao MPF, como testemunha. O ex-presidente do Conselho de Administração da OSX declarou, segundo a força-tarefa da Lava Jato, que no dia 1º de novembro de 2012, recebeu pedido de um pagamento de R$ 5 milhões no interesse do Partido dos Trabalhadores.

Assita ao depoimento de Eike Batista à força-tarefa da Lava Jato:

O pedido tinha sido feito, na época, pelo então ministro e presidente do Conselho de Administração da Petrobras – no caso, Guido Mantega. Segundo o MPF, de forma a realizar o repasse do montante, Eike firmou um contrato ideologicamente falso com uma empresa ligada a publicitários denunciados na Lava Jato.

Depois de uma tentativa frustrada, o repasse do valor de US$ 2.350.000,00, no exterior, entre as contas do empresário e dos publicitários, ocorreu no dia 19 de abril de 2013. Segundo os procuradores, a transação foi operacionalizada pela mulher do marqueteiro João Santana, Mônica Moura.

Os investigadores suspeitam que o repasse tenha sido feito para saldar dívidas da campanha de Dilma Rousseff à presidência em 2010. Santana era o publicitário da coligação vencedora.

Arquivo X

A operação da Lava Jato (34ª fase), deflagrada nesta quinta (22), possui como alvo, além de Mantega, executivos das empresas Mendes Júnior e OSX Construção Naval S.A., assim como represnetantes de empresas por elas utilizadas para o repasse de vantagens indevidas.

Segundo a PF, um consórcio entre Mendes Júnior e OSX – Consórcio Integra Offshore – firmou, em julho de 2012, um contrato com a estatal no valor de US$ 922 milhões para a construção das plataformas P-67 e P70.

ENTENDA todos os detalhes da Operação Arquivo X.

O repórter Claudio Tognolli destacou no Jornal da Manhã desta quinta-feira (22), que a Lava Jato trouxe com esta fase, pela 1ª vez, a relação entre Dirceu e Eike. Confira: