Marinho diz que aprovação da reforma da Previdência é fundamental para os mais pobres

  • Por Jovem Pan
  • 16/04/2019 15h27
Agência CâmaraSecretário de Previdência e Trabalho, Rogerio Marinho, afirmou que até mesmo os que não apoiam a proposta do governo têm apresentando sugestões

O secretário de Previdência e Trabalho, Rogério Marinho, declarou, durante debate sobre a proposta de reforma da Previdência, que a aprovação da emenda é fundamental para as pessoas mais pobres. De acordo com ele, até mesmo os que não apoiam a proposta do governo têm apresentando sugestões.

“Ninguém pode negar a necessidade de reestruturação do sistema previdenciário e o déficit, que é cruel com os mais pobres. Ou nós enfrentamos isso, ou vamos continuar prejudicando quem já sofre mais”, afirmou.

O texto, que tramita através de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), havia tido sua discussão adiada para o dia 22, mas os parlamentares voltaram atrás e tentam aprovar a admissibilidade da proposta ainda nesta terça (16) na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Segundo Marinho, a sociedade tem pressa e quer a aprovação da mudança legislativa. “Acredito muito no espírito público do Parlamento. Se acham que é preciso se debruçar mais sobre o tema que o façam, mas quem tem pressa é a sociedade. Hoje, a administração da União, dos estados e de municípios se dá principalmente sobre despesas primárias de manutenção e custeio e do pagamento de dívidas”, disse.

Para o secretário, a reforma permitirá que o Estado brasileiro deixe de atuar como “síndico de massa falida”, limitando-se à administração de folhas de pagamento, assistência e previdência. “Não sobram recursos para investirmos em saúde, educação, infraestrutura e na geração de emprego e renda”, lamentou.

*Com Agência Brasil