Governo oficializa Mario Frias como novo Secretário Especial de Cultura

  • Por Jovem Pan
  • 19/06/2020 22h24
ReproduçãoFrias assume o cargo antes ocupado por Regina Duarte

Uma edição extra do Diário Oficial da União, publicada na noite desta sexta-feira, oficializou a escolha do ator Mario Frias, ex-galã de “Malhação”, para o comando da Secretaria Especial de Cultura, substituindo Regina Duarte.

Frias é a quinta opção de Bolsonaro para a pasta em 17 meses de governo. Regina deixou o cargo há um mês, após divergências com o presidente. Antes, passaram pelo comando Henrique Pires, Ricardo Braga e Roberto Alvim.

O ator manifestou sua vontade de assumir o comando da Cultura no país publicamente em uma entrevista para a tv. Há cerca de um mês, ele se reuniu com o presidente no Palácio do Planalto, encontro apontado como crucial na decisão. Em janeiro, quando Alvim deixou o cargo, ele já era cotado para a função.

A Secretaria de Cultura perdeu o status de ministério na gestão de Bolsonaro, e está vinculada ao Ministério do Turismo, de Marcelo Álvaro Antônio.

O orçamento gira em torno de R$ 336 milhões, além dos direcionados à Ancine, Ibram, Ipham, Biblioteca Nacional, Casa de Rui Barbosa, Funarte e Fundação Palmares.