Marqueteiro Duda Mendonça cita caixa dois a Paulo Skaf em tentativa de delação

  • Por Jovem Pan
  • 03/11/2016 09h13
Antonio Cruz / Agência Brasil Paulo Skaf

Ex-marqueteiro do PT negocia delação premiada e cita o presidente da Fiesp, Paulo Skaf. Duda Mendonça disse que recebeu da Odebrecht “caixa dois” referente à campanha do peemedebista ao governo de São Paulo, em 2014.

As informações são do jornal Folha de S. Paulo.

O próprio Duda Mendeonça procurou a Procuradoria-Geral da República após descobrir que seu nome estava na delação da Odebrecht na Operação Lava Jato, ainda em fase de aprovação. Ele negocia o acordo de colaboração há dois meses.

Segundo o jornal, a empreiteira teria repassado dinheiro do “setor de propina” da Odebrecht para a campanha de Skaf.

Em nota à publicação Skaf nega ter conhecimento do assunto e disse ser um “absurdo” as alegações de que sua campanha foi abastecida com caixa dois para abater despesas.

Marco Antonio Villa comenta: Duda Mendonça foi réu na AP-470, do mensalão. A absolvição foi ridícula do STF. Assumiu que recebeu novamente dinheiro de caixa dois quando voltou ao marketing político. É incrível a premanência das pessoas no crime.